sábado, 25 de setembro de 2010

"A paixão faz a pessoa deixar de comer, dormir, trabalhar, estar em paz. Muita gente fica assustada porque, quando aparece, derruba todas as coisas velhas que encontra.
Ninguém quer desorganizar o seu mundo. Por isso muita gente consegue controlar essa ameaça, e é capaz de manter de pé uma casa ou uma estrutura que já está podre. São os engenheiros das coisas superadas. Outras pessoas pensam exactamente o contrário, entregam-se sem pensar, esperando encontrar na paixão as soluções para todos os seus problemas. Depositam na outra pessoa toda a responsabilidade pela sua felicidade e toda a culpa pela sua possível infelicidade. Estão sempre eufóricas porque algo de maravilhoso aconteceu, ou deprimidas porque algo que não esperavam acabou por destruir tudo.
Afastar-se da paixão, ou entregar-se cegamente a ela - qual destas atitudes é a menos destrutiva?
Não sei."

Um dia digo-te que gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... GOSTO DE TI !

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Não vivas das dúvidas. Se achas que é por aí, vai. Se achas que não é, mas não vês outro caminho, arregaça as mangas e abre um caminho ao lado, porque se hás-de ir pelo desconhecido, vai pelo teu próprio percurso.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Nunca sabemos para onde vamos. Nunca sabemos até onde podemos chegar, nunca conhecemos os nossos passos, mesmo quando pensamos que escolhemos os melhores caminhos.
Tu vens e vais como um pássaro, voas como quem anda, ficas como quem mora e, quando partes, nunca dizes adeus. Penso sempre que é a última vez, mas depois há uma força que te faz voltar, e a cada regresso trazes-me mais conforto, mais paz, mais sabedoria.
O que te faz voar até mim é um mistério que o mundo não consegue resolver.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010


Às vezes, ninguém entende meu mal humor ou minha melancolia, que insiste em persistir, mesmo quando eu finjo com um sorriso doloroso.
Às vezes, ninguém entende a minha indignação ou minha surpresa.
Mas a verdade, é que ninguém, ninguém mesmo, entende os meus motivos.
E eles se resumem a um só: queda.
Parece mesmo que eu caí neste mundo de pára-quedas, e todos podem dizer "eu também", mas não, não é assim.
Parece que eu vim de muito longe, de um lugar bastante diferente.
Porque a toda hora, eu entro em sérios conflitos com a realidade. E chego a sentir mesmo que não pertenço a esse mundo.
Certos valores que eu tenho  são tão diferentes do restante das pessoas, que eu penso mesmo, se eu não apareci aqui por acaso. Em algumas partes do dia, eu chego até sentir repulsa. Parece que o planeta inteiro está errado e então, eu não consigo me encaixar em nenhum lugar.
Eu realmente sinto que não pertenço a lugar nenhum, ou a grupo nenhum, ou sei lá
isso pode ser muito bom, mas às vezes é simplesmente insustentável.

E não diga que entenda, porque nem eu mesma entendo e não consigo explicar
Só sei que eu caí de pára-quedas, e essa queda doeu muito.

domingo, 25 de julho de 2010

Quando se ama alguém, tem-se sempre tempo para essa pessoa. E se ela não vem ter connosco, nós esperamos. O verbo esperar torna-se tão imperativo como o verbo respirar. E aprendemos a respirar na espera, a viver nela, aperfeiçoando-nos um sonho como se fosse verdade. A vida transforma-se numa estação de comboios e o vento anuncia-nos a chegada antes do alcance do olhar. O amor na espera ensina-nos a ver o futuro, a deseja-lo, a organizar tudo para que ele seja possível. E se calhar é por tudo isso que já aprendi a esperar, confiando à vida tudo o que não sei, ou não posso escolher. É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais fácil viver.

sábado, 24 de julho de 2010

Ás vezes é preciso afastares-te das pessoas que mais gostas. Mas isso não quer dizer que as amas menos.. ás vezes ama-las ainda mais.

(Nicholas Sparks)

terça-feira, 13 de julho de 2010

"A razão porque dói tanto separarmo-nos é porque as nossas almas estão ligadas. Talvez sempre tenham estado e sempre o fiquem. Talvez tenhamos vivido milhares de vidas antes desta, e em cada uma nos tenhamos reencontrado. E talvez que em cada uma tenhamos sido separados pelos mesmos motivos. Isto significa que esta despedida é, ao mesmo tempo, um adeus pelos últimos dez mil anos e um prelúdio ao que virá.
Quando olho para ti vejo a tua beleza e graça, e sei que cresceram mais fortes com cada vida que viveste. E sei que gastei todas as vidas antes desta à tua procura. Não de alguém como tu, mas de ti, porque a tua alma e a minha têm que andar sempre juntas. E assim, por uma razão que nenhum de nós entende, fomos obrigados a dizer-nos adeus.
Adoraria dizer-te que tudo correrá bem para nós, e prometo fazer tudo o que puder para garantir que assim será. Mas se nunca nos voltarmos a encontrar outra vez, e isto for verdadeiramente um adeus, sei que nos veremos ainda noutra vida. Iremos encontrar-nos de novo, e talvez as estrelas tenham mudado, e nós não apenas nos amemos nesse tempo, mas por todos os tempos que tivemos antes."

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Tristeza...

Hoje partiu deste mundo alguém que sem duvida fez muito por mim e me ensinou grandes valores... Disse-me que a paciência é uma enorme virtude e que quem a possui deve dividir com os outros . Explicou-me que os arrufos e as meias palavras não resolvem nada e que uma  conversa calma é a solução ou pelo menos parte dela . Ensinou-me que a morte  é como se fosse o final de um curso de água e que em vez de nos lamentarmos devemos agarrar tudo o que nos rodeia. Manel,  ensinaste-nos tanto e deixaste-nos um vazio tão grande que só nos resta acreditar que isto não é um adeus mas sim um até ja ! Rest In Peace * 


" Lágrimas caem pouco a pouco .. em tons saudade .. em tons de sufoco .. onde é que estás ? eu continuo aqui, chorando momentos... pensando em ti ! .. "

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Um dia eu dediquei isto a alguem... e hoje chego a conclusão que tudo isto não valeu nada !

Se te disser que te conheço há mais de 13 anos, não é novidade nenhuma.
Se te disser que já são muitos anos juntos também não é novidade nenhuma.
Se te disser que és importante para mim não é novidade nenhuma.
Se te disser que és como se fosses a minha irmã de sangue não é novidade nenhuma.
Se te disser que és uma das minhas melhores amigas também não é novidade nenhuma.
Se te disser que basta um pequeno chamamento e estou ao teu lado para te ouvir e aconselhar, não é novidade nenhuma.
Mas eu digo, e não me importo de o dizer milhões de vezes!
Foram muitos anos a crescer juntas, muitos momentos de galhofa e desabafos, muitos silêncios, muitas ausências, muita confiança, muita amizade, muitas mensagens, muitas chamadas, muitas conversas no msn, muitas fotos, cinema, sessões de canto, pizzas de camarão Orgásmicas e não me arrependo de nada. Fazia tudo de novo se fosse preciso, repetia os mesmos erros para tu me vires dizer que errei, ultrapassava os mesmos obstáculos para tu me dizeres que tens orgulho em mim ( óbviamente que eu não sou o teu orgulho :) ) vencia nas mesmas coisas para festejares comigo e chorava sobre os mesmos assuntos para te ter ao meu lado. Fazia tudo isso se fosse possível. Mas é possível algo melhor… continuar a fazê-lo! Pertences à minha vida de uma forma singular. Já marcaste o meu coração com a tua maneira de ser ímpar, com o teu natural encanto, com a tua enorme amizade. Se um dia me faltas, eu morro. A verdade é essa. E porquê? Porque a tua presença constante, o teu conforto é fundamental para eu encarar o dia-a-dia com maior naturalidade e com mais alegria.
Muitas foram as coisas que me ensinaste, desde sorrir em todos os momentos para mostrar ao mundo a minha força a nunca deixar de ser quem sou. É muita a bagagem que levo comigo, onde quer que eu vá, e tu deste o teu contributo.
Tenho muito orgulho em ti. Admiro-te muito e sinto-me honrada por poder fazer parte do teu grupo de amigos. Sabes, encontrar alguém como tu não é fácil e quando encontramos temos que preservar como uma relíquia. Mas isso tu já és há muito tempo. Desde os tempos da pré-primária em que brincávamos juntas e tu davas porrada em toda a gente com aquelas sapatilhas magnificas e deixavas toda a gente com as pernas negras! Hoje, Ambas com 19 anos, ambas com muito ainda por aprender e sempre a mesma força de vontade de encarar a vida.
Conhecendo-me como me conheces, sabes que existem uma série de coisas que valorizo num ser humano: a essência, a amizade, a honestidade e o sentido de humor são algumas delas. E tu, felizmente, tens tudo isso e preenches tudo o que eu preciso. A típica expressão das velhas “é uma jóia este rapariga” aplica-se muito bem a ti. Pois cada palavra, cada gesto, cada beijinho, cada abraço valem muito! Aliás tu vales muito. Tu vales a pena!!! Muito mais do que aquilo que imaginas, muito mais do que aquilo que tu sequer possas supor!
Palavras não chegam para dizer o quanto gosto de ti e o quanto és especial para mim…


Se te disser que te conheço há mais de 13 anos, não é novidade nenhuma. Se te disser que já são muitos anos juntos também não é novidade nenhuma.
Se te disser que és importante para mim não é novidade nenhuma.
Se te disser que és como se fosses a minha irmã de sangue não é novidade nenhuma.
Se te disser que és uma das minhas melhores amigass também não é novidade nenhuma.
Se te disser que basta um pequeno chamamento e estou ao teu lado para te ouvir e aconselhar, não é novidade nenhuma.
Mas eu digo, e não me importo de o dizer milhões de vezes!!!!!

Sem vontade !

Sem vontade de comer, andar, sair ou fazer qualquer coisa.
Sem vontade de viver.

Já estão me dizendo que vai melhorar desde... sempre!
Desisti de ter alguma expectativa.
Só estou sobrevivendo.


Queria morrer só por uma semana
e acordar num mundo maravilhoso.

terça-feira, 29 de junho de 2010

give it back !

Se eu soubesse cantar e escrever letras seria mais ou menos isto que me ia sair ...

Eternal Sunshine of the Spotless Mind

E vocês? Se pudessem apagar alguém da vossa mente, fá-lo-iam?

esta multiculturalidade toda BARALHA-ME !

Nenhuma loja chinesa vende roupa oriental. Por outro lado, túnicas marroquinas são coisa que não falta. E no caso de ser preciso ajuda, é só pedir. A um brasileiro.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

“O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesmo compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudades… sei lá de quê!” 
 
Florbela Espanca
Quieta no meu canto confesso ao computador que tenho saudades tuas...
Faz-me falta ouvir a tua voz..

....

O teu olhar, o teu sorriso, as tuas mãos, a tua voz...
Tremi...
Tremi e o medo invadiu-me por completo, porquê? Porque é que aquelas borboletas tinham de me invadir a barriga, porque é que tinham de me mostrar que sabes ser especial? O medo domina-me, não posso apaixonar-me por ti, não é que controle o coração ou que não mereças que me apaixone é porque não vai funcionar, é porque não vai ser correspondido, é porque é totalmente irreal...
E luto contra este medo que me diz para me afastar antes que seja tarde demais e me tenhas conquistado o coração, ao mesmo tempo que sinto uma vontade louca de seguir em frente por achar que estou protegida pela certeza de que nunca sentirás o mesmo e que isso fará com que eu não me apaixone..
Que ingénua ou melhor que parva, desde quando alguém deixou de se apaixonar apenas por saber que a outra pessoa não iria nunca sentir o mesmo? Desde quando a paixão deixou de criar uma falsa esperança em corações iludidos? Desde quando alguém conseguiu dizer ao coração "não te apaixones" e ele obedeceu? Não posso deixar de sentir? Não posso viver as coisas apenas com o corpo e o cerebro e esquecer o coração? Não, sei que não posso porque essa não sou eu, eu sou aquela que sente tudo de todas as maneiras, que sente mesmo quando não devia sentir.. E depois sofro, sofro por sentir demais e é por me conhecer tão bem que neste momento toda eu sou medo, aquele teu olhar, aquele teu sorriso, não me sai do pensamento e sinto as borboletas na barriga sempre que penso em ti...
Borboletas, importam-se de sair da minha barriga? Importam-se de ir importunar outras pessoas? É que aqui não há lugar para paixões, é que apaixonar-me por ele é o mesmo que saltar de um avião sem pára-quedas, e toda a gente sabe que isso não dá bom resultado..

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Há casos que vão além da minha compreensão e que por mais que eu tente não consigo entender.
No passado domingo uma mulher de 36 anos esfaqueou a filha que tem apenas um mês de vida, a criança teve de ser operada de urgência mas sobreviveu, o pai teve de receber tratamento por estar em estado de choque e a mãe ficou internada a receber acompanhamento psiquiátrico, o motivo da agressão à bebe terá sido uma depressão pós-parto...
E agora eu pergunto, depressão pós parto é desculpa para todas as loucuras que uma mulher faça? Quando eu quiser matar alguém eu espero até ter um filho, mato a pessoa e depois digo que foi da depressão pós-parto, oh por Deus, poupem-me. A depressão pós parto pode sim fazer com que a mulher canalize para o filho todas as suas frustrações e ache que a culpa de todos os seus problemas é do bebe, mas não faz ninguém matar ou tentar matar a criança, porque depressão e loucura são coisas diferentes, o facto de se dormir pouco, adicionado à raiva que se tem do bebé e à irritação de um choro constante pode alterar o estado psicológico de uma pessoa mas não me venham dizer que depressão provoca surtos de não se saber o que se está a fazer, quando uma pessoa agarra numa faca para esfaquear alguém sabe o que está a fazer, se querem desculpas para se matar os filhos digam que as mulheres que cometem tal crime são loucas, não digam é que a culpa é das depressões, há milhões de mulheres a sofrer de depressão pós parto e não matam os filhos.
Não consigo entender estas loucas... se alguém conseguir que me avise.
E se um dia se sentissem deslocados numa realidade que conhecem tão bem ? Parece que o meu mundo, já não é o meu ....

domingo, 30 de maio de 2010

Olhar pela janela e ver chuva e nuvens negras já se tornou algo normal.
Sentir que se está andando em círculos. Como que presa num labirinto escuro e silencioso. O vazio existente chega a queimar de tão fundo que se encontra. Às vezes tudo parece um sonho estranho que no próximo passo vai simplesmente desaparecer. Os sons não são mais os mesmos, nem os gostos ou os cheiros. A percepção das coisas simplesmente foi alterada. Quem me dera esquecer um monte de más lembranças. E junto com elas os tais maus sentimentos. Quem dera respirar sem dificuldade, não se sentir encurralada, nem fraca ou tola.
Olho para os livros na estante e eles parecem interrogar-me,implorar a minha atenção, querer que eu lhes dê atenção. A televisão cansa, os vizinhos cansam, a tentativa inesgotável de ser grata e feliz  cansa-me. Na maior parte do tempo quase nada faz sentido, tento imaginar um oceano, com seu silêncio e sua profundidade para quem sabe esquecer do que faz doer.
A solidão me envolve de uma forma sufocante, e sem saber como ou porquê, vejo -me chorando em um canto escuro do quarto.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Secalhar ..

Estou cansada de sonhar, de desejar, de te querer e não te ter, de nunca saber se pensas ou não em mim, se à noite adormeces com saudades no peito ou te deitas com outras mulheres. Depois de todas as palavras e de todas as esperas, fiquei sem armas e sem forças. Sobra...-me apenas a certeza de que nada ficou por fazer ou dizer, que os sonhos nunca se perderam, apenas se gastaram com a erosão do tempo e do silêncio.

( Margarida Rebelo Pinto )

terça-feira, 25 de maio de 2010

At the end of the day faith is a funny thing. It turns up when you don't really expect it. It's like one day you realize that the fairy tale may be slightly different than you dreamed. The castle, well, it may not be a castle. And it's not so important happy ever after, just that its happy right now. See once in a while, once in a blue moon, people will surprise you , and once in a while people may even take your breath away.
Grey's Anatomy

Nada é perfeito ...

Na vida nada é perfeito. O conto de fadas e o "viveram felizes para sempre" simplesmente não existe. A chuva nem sempre trás consigo o arco-iris.  Quem pensa que tudo acontece por simples acaso ou obra da sorte está redondamente enganado.
Em cada passo que damos tomamos uma decisão. Em cada curva decidimos o nosso destino momentâneo. E não é senão a lutar que tudo se consegue. A vida é dura, é verdade. Mas quando se consegue aquilo porque tanto se lutou... o sabor de vitória é imenso e a alegria desmedida.
E são as pequenas vitórias de cada dia que têm mais sabor. Porque são essas que nos alimentam a vontade de continuar a lutar e a tentar pelos sonhos.
É uma boa nota no fim do ano...
É um reconhecimento verdadeiro de um amigo...
É um projecto concluído...
É um sorriso no rosto de alguém especial...
São pequenos passos no caminho da felicidade... pequenos sonhos concretizados e que dão asas aos que aparecem a seguir.

DÁ NERVOS ...

Haver pessoas que acham que podem cuscar tudo e mais alguma coisa nas nossas vidas!!!

Cada vez menos há privacidade e não se pode dar um espirro que o resto do planeta não fique a saber!!


Irra que chateia !

segunda-feira, 24 de maio de 2010

quando não há mais nada que me desperte interesse viro a cara para as leituras ... Hoje deparei-me com isto.. Nao se devia encaixar, mas encaixa-se . 

"Se eu pudesse, levava-te agora para casa, sentávamo-nos à lareira a conversar, explicava-te porque é que um dia reparei que existias e sem querer me esqueci do meu coração entre os teus dedos…
Se eu pudesse… mas não posso, porque ninguém caminha sozinho, uma ponte só se constrói se as duas margens deixarem e o rio só corre se a corrente o empurrar. E eu não sou mais do que uma gota de água nesse rio parado, uma peça perdida de uma ponte desmantelada, um mapa riscado que se esqueceu de todos os caminhos, uma folha em branco que perdeu a caneta, um estandarte sem bandeira, uma voz sem som, uma mão sem a outra. Falta-me a tua voz, o teu desejo, o teu querer, o teu poder. Falta-me uma parte de mim que te dei e que agora já não podes devolver.
Um dia ainda havemos de nos entender” ( Margarida rebelo Pinto)

A revolta é tanta ... que nem as melodias mais calmas, as palavras mais doces ou o abraço mais terno me conseguem dominar. Apetece-me saciar este sentimento em tabletes de chocolate, mas a última "crise que tive acabei com o chocolate cá de casa. Apetece-me libertar esta energia em dança, mas são 23h e a familia quer dormir. apetece-me gritar com o Mundo, mas perdi o fôlego da ultima vez que o fiz!


Os segundos passam e a cada instante cresce em mim um apetite incontrolável por coisas que não posso concretizar neste momento .
Apetece-me isto, apetece-me aquilo, apetece-me mais não sei o que, apetece-me ... 

E acabei agora mesmo de me lembrar que me apetece escrever! Bem, "Estou maluca!" - pensei eu no instante em que surgiu este primeiro pensamento. Nunca escrevi nada, a não ser a minha história de amor que me fez vencer um passatempo e ter como prémio o livro "Quero-te muito!" de Frederico Moccia!!!

Mas o que é um poema feito a pensar no nosso mais que tudo, comparado com um texto para um Blog?! Estarei eu no meu estado normal ao ponto de querer invadir a minha página com textos sempre que me apetecer escrever? "Hum... Talvez" - respondo eu neste momento. Mas hoje apetece-me escrever...

Hoje apetece-me ficar acordada toda a noite a escrever, só escrever e mais nada, apetece-me contar tudo, mas não seria justo contar hoje tudo e amanha ter um espaço em branco por nada ter para revelar! Por isso vou tentar controlar esta insaciável vontade de apetites, tomar um copo de leite e vou dormir!
Fazes-me falta .. Tanta falta que nunca pensei que seria assim ..

Poison & Wine

You only know what i want I you to
I know everything you don't want me to
Your mouth is poison your mouth is wine
You think your dreams are the same as mine

I don't love you but I always will
I don't love you but I always will
I don't love you but I always will
I always will

I wish you'd hold me when I turn my back
(Well) The less I give the more I get back
Your hands can heal, your hands can bruise
I don't have a choice, but I'd still choose you

I don't love you but I always will
I don't love you but I always will
I don't love you but I always will
I don't love you but I always will

I don't love you but I always will
I don't love you but I always will
I don't love you but I always will

I always will
I always will
I always will
I always will

domingo, 23 de maio de 2010

secalhar devia encarar a vida assim..

Os ventos que as vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar... Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado.Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre...

Bob Marley

sábado, 22 de maio de 2010

As poucas estrelas que brilham...

hoje pensando no meu passado, lembrei-me de tudo que fiz, falei e lembrei-me também dos amigos que tive. Mas junto com essas lembranças, lembrei de coisas que deixei de fazer e falar. Se eu as tivesse feito, hoje algumas coisas poderiam ter sido diferentes, e algumas amizades poderiam ter sido mais duradouras. Com isso tudo, percebi que os amigos que eu tinha antes eram somente colegas. Os amigos de verdade nunca se vão. Uma amizade verdadeira, dura pra sempre. Passe o tempo que tiver que passar, elas continuam seguindo o caminho junto com nós, independente das consequências. Amigos verdadeiros são poucos, podemos contar nos dedos quantos temos, e no meu caso acho que .. 3 dedos bastam ! As pessoas podem pensar que estou sozinha, mas me sinto muito completa e bem acompanhada com as poucas pessoas que seguem do meu lado. Sei que com esses amigos, posso fazer tudo, falar tudo o que tenho a dizer, e ainda assim continuaremos amigos.


"Só por hoje eu não quero mais chorar. 
Só por hoje eu espero conseguir, aceitar o que passou e o que virá.
Só por hoje vou me lembrar que sou feliz. 
Hoje eu já sei que sou tudo que preciso ser.
Não preciso me desculpar, nem te convencer. 
Não sei onde estou indo, só sei que não estou perdida, aprendi a viver um dia de cada vez. 
Só por hoje eu não me vou magoar. 
Só por hoje eu não quero me esquecer. 
Só por hoje não quero mais chorar, só por hoje eu não vou me destruir.
Posso até ficar triste se eu quiser. 
É só por hoje. Ao menos isso eu aprendi."

Renato Russo.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Apetece-me chorar...
Mas não consigo faze-lo..
Sinto um acumular de lágrimas dentro de mim...
Não tenho forças para liberta-las...
Quero gritar bem alto, mas falta-me a voz....
Quero correr sem qualquer sentido...
Mas não sei que direcção tomar...

terça-feira, 18 de maio de 2010

I don't wanna close my eyes,
I don't wanna fall asleep,
Cause I'd miss you babe,
And I don't wanna miss a thing,
Cause even when I dream of you,
The sweetest dream would never do,
I'd still miss you babe,
And I don't wanna miss a thing. 


segunda-feira, 17 de maio de 2010

"I'm working on a dream

Though sometimes it feels so far away

I'm working on a dream

And I know it will be mine someday"
Hoje, alguém me contou a história de vida do seu pai quase pedindo desculpa pelo orgulho com que falava nele. Essa mesma pessoa disse que não podemos nunca esquecer donde viemos e por onde passamos. Era tudo o que eu precisava de ouvir neste momento.
" Tu não és como nós " Não, não sou mesmo.
I don't wanna run away but I can't take it, I don't understand
If I'm not made for you, then why does my heart tell me that I am?
Is there anyway that I can stay in your arms?

**

domingo, 16 de maio de 2010

É  Uma Pena Não Existirem Sinais De Perigo Aplicados a Pessoas ...

sábado, 15 de maio de 2010

"Bento XVI é o primeiro papa a possuir um iPod." by Wikipédia - Não acredito que Sua Santidade foi enganada pela Apple!

quinta-feira, 13 de maio de 2010


Já acordaram sem acordar?
Já sentiram que não eram vocês a respirar.
Que faziam o que faziam por fazer... por sobreviver.
Que na vossa mente quem vive, não eram vocês, mas sim alguém diferente...
Já sentiram que a qualquer momento parecia que iam desaparecer?
Um dia distante, um dia diferente, não tendo os pés assentes no chão. Vivendo na nossa mente.
Só para chegar a casa, exausto do vazio, exausto do nada e querer dormir.
Já se queixaram de tudo na vossa vida... mesmo sabendo que são perfeitamente abençoados?
 E quietinha ? Não tinhas ganho mais ?

"sooner or later in life the things you love you lose"

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Sim, Já me fez chorar ...

I gave up coffee and cigarettes
I hate to say it hasn’t helped me yet
I thought my problems would just dissipate
And all my pain would be in yesterday

I poured my booze all down the kitchen drain
And watched my bad habits get flushed away
I thought that that would keep my head on straight
And all my pain would be in yesterday

But it’s true
I’m still blue
But I finally know what to do
I must quit, I must quit, you


I thought that if I didn’t go and play
The sadness would get bored and go away
I thought that if I didn’t go astray
That all my pain would be in yesterday

But it’s true
I’m still blue
But I finally know what to do
I must quit, I must quit, you

I sold my guitar and my piano
I thought that it was these that kept me low
I thought if only I could try and change
That all my pain would be in yesterday

But it’s true
I’m still blue
But I finally know what to do
I must quit, I must quit, you

I must quit, I must quit, you

Coffe & Cigarretes- Michelle Feartherstone


sexta-feira, 7 de maio de 2010

Para a menina J.S. que passa por momentos difíceis .. Vai tudo correr bem :)
I don't want to be let down

I don't want to live my life again

Don't want to be lead down the same old road

So I don't want to be let down

I don't want to live my lies again

Don't want to be lead down the same old road


"Let Down- Linkin Park"

quarta-feira, 5 de maio de 2010

I'm 

Gonna

Start 


Revolution

From

My

Bed ! 
 

terça-feira, 4 de maio de 2010

uma boa resposta para todos aqueles que têm o pezinho pesado :)


Dois GNR na berma da estrada vêem passar um tipo a mais de 160.

Diz um para o outro:
 - "Aquele não é o gajo a quem  apreendemos a carta a semana passada por
   excesso de velocidade?"
 - "Era pois." - Respondeu o segundo. "Vamos caçá-lo!"
 Uns Kms mais adiante já com o tipo parado, um dos GNR chega-se ao pé dele e pergunta-lhe:
- "A sua Carta de Condução?...."

- "Maaaaaaaauuu!" - Responde o mânfio. - "Não me digam que a perderam ??!!!"

terça-feira, 20 de abril de 2010

A Nova Lingua Portuguesa ...



Desde que os americanos se lembraram de começar a chamar aos negros,  'afro-americanos', com vista a acabar com as raças por via gramatical, isto tem sido um fartote pegado!
As criadas dos anos 70 passaram a 'empregadas domésticas' e preparam-se agora para receber a menção de 'auxiliares de apoio doméstico' .
De igual modo, extinguiram-se nas escolas os 'contínuos' que passaram todos a 'auxiliares da acção educativa'.
Os vendedores de medicamentos, com alguma prosápia, tratam-se por 'delegados de informação médica'.
E pelo mesmo processo transmudaram-se os caixeiros-viajantes em 'técnicos de vendas '.
O aborto eufemizou-se em 'interrupção voluntária da gravidez';
Os gangs étnicos são 'grupos de jovens'
Os operários fizeram-se de repente 'colaboradores';
As fábricas, essas, vistas de dentro são 'unidades produtivas'e vistas da estranja são 'centros de decisão nacionais'.
O analfabetismo desapareceu da crosta portuguesa, cedendo o passo à 'iliteracia' galopante.
Desapareceram dos comboios as 1.ª e 2.ª classes, para não ferir a susceptibilidade social das massas hierarquizadas, mas por imperscrutáveis necessidades de tesouraria continuam a cobrar-se preços distintos nas classes 'Conforto' e 'Turística'.
A Ágata, rainha do pimba, cantava chorosa: «Sou mãe solteira...» ; agora, se quiser acompanhar os novos tempos, deve alterar a letra da pungente melodia: «Tenho uma família monoparental...» - eis o novo verso da cançoneta, se quiser fazer jus à modernidade impante.
Aquietadas pela televisão, já se não vêem por aí aos pinotes crianças irrequietas e «terroristas»; diz-se modernamente que têm um 'comportamento disfuncional hiperactivo'
Do mesmo modo, e para felicidade dos 'encarregados de educação' , os brilhantes programas escolares extinguiram os alunos cábulas; tais estudantes serão, quando muito, 'crianças de desenvolvimento instável'.
Ainda há cegos, infelizmente. Mas como a palavra fosse considerada desagradável e até aviltante, quem não vê é considerado 'invisual'. (O termo é gramaticalmente impróprio, como impróprio seria chamar inauditivos aos surdos - mas o 'politicamente correcto' marimba-se para as regras gramaticais...)
As putas passaram a ser 'senhoras de alterne'.
Para compor o ramalhete e se darem ares, as gentes cultas da praça desbocam-se em 'implementações', 'posturas pró-activas', 'políticas fracturantes' e outros barbarismos da linguagem.
E assim linguajamos o Português, vagueando perdidos entre a «correcção política» e o novo-riquismo linguístico.
Estamos lixados com este 'novo português'; não admira que o pessoal tenha cada vez mais esgotamentos e stress. Já não se diz o que se pensa, tem de se pensar o que se diz de forma 'politicamente correcta'.
E falta ainda esclarecer que os tradicionais "anões" estão em vias de passar a "cidadãos verticalmente desfavorecidos"...
Os idiotas e imbecis passam a designar-se por "indivíduos com atitude não vinculativa"
Os negros passaram a ser pessoas de cor.
O mongolismo passou a designar-se síndroma do cromossoma 21.
Os gordos e os magros passaram a ser pessoas com disfunção alimentar.
Os mentirosos passam a ser "pessoas com muita imaginação"
Os que fazem desfalques nas empresas e são descobertos são "pessoas com grande visão empresarial mas que estão rodeados de invejosos"
Para autarcas e políticos, afirmar que "eu tenho impunidade judicial", foi substituído por "estar de consciência tranquila".
O conceito de corrupção organizada foi substituído pela palavra "sistema".
Difícil, dramático, desastroso, congestionado, problemático, etc., passou a ser sinónimo de complicado.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Ágora


Um filme sobre as guerras religiosas entre pagãos, cristãos e judeus; sobre a força, o poder e a inteligência de uma mulher num mundo e numa época de homens; e sobre as mais diversas formas de amor.
Tudo o que disser sobre ele não lhe faz jus. Em resumo, um verdadeiro aperto no peito. Mesmo.

F(r)ases

Se tristezas não pagam dívidas, é melhor não contrair um empréstimo bancário nesta altura!

quarta-feira, 7 de abril de 2010


Entre surpresas e decepções, segue a vida.
Dizem que decepção não mata, ensina a viver...mas magoa.
E as surpresas? Ah, as surpresas!!!
Mais uma pergunta de elevado interesse:

Alguém me como explica como é que o Wolverine  lava as orelhas?

sábado, 27 de março de 2010

Reparei no que fazes com as laranjas! Se te trouxer uma vaca, tiras-lhe o leite ?

quarta-feira, 24 de março de 2010

ATENÇÃO !

Podem largar a corda do sino que eu ainda não faleci para a vida! Voltei e em força !...

terça-feira, 23 de março de 2010

One more glass of wine
before I turn off the lights
this time I'll be fine
I'll be fine
I'll be fine...



estou melancólica, hoje. se calhar não é só hoje. mas hoje de uma forma particular. mesmo melancólica. não tenho vontade de fazer o que quer que seja e ando só a empatar o tempo. parece que se esfumou tudo e que eu só estou à espera que alguém me encha de ar... me dê um pouco de fôlego. sim, é mesmo isso! pareço um balão sem ar... que andou tanto tempo às voltas e que depois pousou no chão, sem mais. e que, apesar de tudo, ficou ainda com um pouco de ar lá dentro... mas nada de especial...

domingo, 21 de março de 2010

estou sentadinha na minha cadeira a ver se trabalho. infelizmente, às vezes, as palavras escorridas, objectivas, não saem com a facilidade que seria desejável, pelo que tenho de tentar apanhar-lhes o ritmo, e fazer um certo 'forcing' para que elas apareçam. tem sido difícil, mas depois de um sermão, pode ser que elas se ponham a andar e a sair...


"Quando se é marginalizado pela sociedade, até uma pedrada pode ser bem vinda."
 
In " as cinco pessoas que encontramos no céu"

quinta-feira, 18 de março de 2010

Desde pequenos que ouvimos dizer que temos de ser iguais uns aos outros, mas a verdade é que se não formos diferentes ninguém repara em nós. e ser diferente nos dias que correm pelos vistos é ser magra, ser gira, ser bem sucedida ,enfim ser especial. O grau máximo de perfeição é ser SUPER TUDO! Não admira que as pessoas  (SOBRE)vivam a antidepressivos.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Nada como o tempo para nos ensinar que...

Com o tempo, vamos percebendo que para ser feliz com outra pessoa precisamos em primeiro lugar, não precisar dela.

Perceber também que aquele alguém que amas (ou achas que amas) e que não quer nada contigo definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Tu aprendes a gostar de ti, a cuidar de ti e, principalmente, a gostar de quem também gosta de ti.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até ti.

No final das contas, vais achar não quem  estavas à procura, mas quem estava procurando por ti!